Polícia diz que ‘ainda não há investigação sobre fraude’ em concurso da Saúde de João Pessoa

A Polícia Civil negou, nesta quarta-feira (18), que haja uma investigação em curso sobre uma possível fraude no concurso público da Secretaria de Saúde de João Pessoa. As provas objetivas do certame foram aplicadas no último domingo (15) para mais de 24 mil candidatos que se inscreveram para concorrer a uma das 587 vagas.

De acordo com o delegado da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, Lucas Sá, até o momento o que houve foi um único Boletim de Ocorrência (BO) que traz “denúncias genéricas. Que uma terceira pessoa teria presenciado uma suposta fraude”, disse.

Para Lucas Sá é necessário algo mais concreto para que se possa dar início a uma investigação se houve ou não fraude no concurso. “Por enquanto não temos indícios de fraude. Depende de novas denúncias, algo concreto”, concluiu.

A Prefeitura de João Pessoa afirmou que não vai se posicionar referente ao concurso para a Secretária de Saúde e que referente ao assunto deve ser tratado com a empresa contratada para a organização do certame, a AOCP.

O JORNAL DA PARAÍBA entrou em contato com o Instituto AOCP, mas até às 17h não obteve resposta.

Concurso da Saúde

As oportunidades são oferecidas para todos os níveis de escolaridade, entre eles: médico pediatra, assistente social, enfermeiro, farmacêutico, técnico em enfermagem e radiologia, condutor de ambulância e auxiliar de regulação médica. As vagas são distribuídas nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) dos Bancários, Cruz das Armas e no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A organizadora do concurso divulgou o número de faltosos nos dois horários em que houve a realização das provas, no último domingo (15). Dos quase 31 mil inscritos, cerca de 20% deles faltaram à prova. Estiverem presentes, nos dois turnos, 24.006 candidatos, enquanto 4.839 faltaram à seleção. O maior número de faltosos foi registrado no período da manhã, quando estiveram presentem 12.855 candidatos e 2.880 faltaram, caracterizando 22,4% de falta em relação ao número de inscritos. No período da tarde o registro foi de 17,57% de ausência de candidatos inscritos. Realizaram a prova 11.151 candidatos, enquanto 1.959 não compareceram aos locais de prova.